Mulher que dopava servidor do Banco Central é indiciada pela PCDF

Mulher que dopava servidor do Banco Central é indiciada pela PCDF

Acusada de maus-tratos, lesão corporal e cárcere privado cometidos contra o próprio companheiro, um servidor aposentado do Banco Central (Bacen), de 49 anos, Maruzia das Graças Brum Rodrigues, 53 anos, foi indiciada pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF). O inquérito conduzido pela 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul) já foi relatado e enviado ao Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT). A PCDF ainda fez o alerta ao judiciário sobre a possibilidade de Maruzia deixar o Brasil rumo a Portugal, onde mantém um imóvel alugado. Nos próximos dias, o Ministério Público decidirá se irá oferecer denúncia contra a mulher. Os filhos de Maruzia e enteados de Eduardo Nunes Rodrigues, 49, temem que a suspeita fuja para a Europa e não responda ao processo criminal.