Suspeito de matar mulher, queimar corpo e esconder no saco de lixo é preso

Corpo de Vanessa Rodrigues, de 31 anos, foi encontrado carbonizado e dentro de um saco de lixo em 27/8 na fazenda do ex dela, no norte de GO Almiro Marcos 07/09/2021 14:14,atualizado 07/09/2021 14:14

Suspeito de matar mulher, queimar corpo e esconder no saco de lixo é preso

Goiânia 

A Polícia Civil de Goiás prendeu, em São Miguel do Araguaia, no norte de Goiás, na segunda-feira (6/9), um idoso de 61 anos suspeito de matar e ocultar o cadáver da companheira, a vendedora Vanessa Rodrigues da Silva, de 31 anos. O corpo da vítima foi encontrado carbonizado dentro de um saco de lixo na fazenda do suspeito, em Novo Planalto, no norte do estado, no último dia 27/8. O suspeito de feminicídio foi preso por policiais da 12ª Delegacia Regional de Polícia, de Porangatu. De acordo com o delegado regional André Medeiros, na segunda, a polícia recebeu várias informações a respeito do paradeiro do investigado. Mais sobre o assunto goias vendedora desaparece após agressão do marido Brasil GO: mulher desaparecida há seis dias foi agredida pelo marido, diz polícia goias vendedora desaparece após agressão do marido Brasil Carro do marido de desaparecida em GO tem cabelo e vestígio de sangue goias vendedora desaparece após agressão do marido Brasil Corpo de mulher desaparecida em GO é encontrado queimado, diz família goias vendedora desaparece após agressão do marido Brasil GO: corpo de mulher encontrado em saco de lixo passa por perícia Com o cruzamento dos dados, foi possível chegar ao local em que ele estava escondido, em São Miguel do Araguaia, já na noite de segunda. O homem foi preso e encaminhado à unidade prisional do município. Ele encontra-se à disposição do Poder Judiciário. Vanessa desapareceu no dia 12 de agosto. Segundo familiares, ela teria sido agredida pelo companheiro em casa, na cidade de Porangatu. Vizinhos chegaram a ouvir gritos e pedidos de socorro. A família tentou contato no dia, mas ela não respondeu mais. Desde então, nunca mais foi vista. A família ficou desesperada e registrou o desaparecimento em 16 de agosto. Desde então, o marido e principal suspeito do crime também tinha sumido. Dois fios de cabelo e sangue foram encontrados no porta-malas do carro do marido de Vanessa. O material foi para análise da Polícia Técnico-Científica. Carbonizada, no saco de lixo O corpo dela foi encontrado no dia 27 de agosto, queimado, dentro de um saco de lixo, no quintal da fazenda do marido, apontado como o principal suspeito do crime. conteudo patrocinado Segredo Maori para cabelos crescerem nas regiões de calvície viraliza em Brasília. Confira! PORTAL MEIA HORA Segredo Maori para cabelos crescerem nas regiões de calvície viraliza em Brasília. Confira! Comprar ABEV3 pode ser melhor que Bitcoin? Veja análise. TORO INVESTIMENTOS Comprar ABEV3 pode ser melhor que Bitcoin? Veja análise. [Fotos] As 23 criaturas mais perigosas do planeta CROWDYFAN [Fotos] As 23 criaturas mais perigosas do planeta Vanessa foi encontrada pela família dela, no município de Novo Planalto, e reconhecido pela irmã, Genilva Rodrigues da Silva. Na ocasião, o delegado responsável pelo caso, Luciano Santos, também confirmou que o cadáver era da vendedora. Em choque, a família decidiu nem fazer velório. “Já tem muitos dias e é muito sofrimento para a minha mãe e para nós todos”, disse a irmã da vítima, Genilva Rodrigues. Vanessa e o marido estavam juntos há cerca de 15 anos e tiveram dois filhos, de 5 e 11 anos. Segundo familiares, o casal vivia um relacionamento conturbado.